14 maio 2009

Maioria dos portugueses não cuidam de sua pele

Cerca de 75% dos portugueses não cuida da pele correctamente, e mais de 60% não sabe o que é a Psoríase, apesar de esta ser a terceira patologia com maior índice de suicídios.

Esta é a conclusão de um estudo realizado pela ACNielsen, com a colaboração de diversos profissionais de saúde.

O estudo, que consistiu em entrevistas telefónicas a 500 indivíduos, entre os 20 e os 55 anos, de ambos os sexos e residentes em Portugal Continental, determinou que «75% dos portugueses não cuida diariamente da pele», «21% dos portugueses não hidrata a pele diariamente», «64% dos homens não consegue identificar problemas de pele», «77% nunca consultou um dermatologista», «apenas 38% dos portugueses hidrata a pele todos os dias» e «mais de 60% não sabe o que é a Psoríase».

João Cunha, presidente da Associação Portuguesa da Psoríase (PSO Portugal), refere que esta «enorme percentagem reforça a importância do trabalho que tem de ser feito (…). O facto desta doença ser crónica, para nós doentes e para os médicos que a tratam, mas não ser reconhecida pelo Serviço Nacional de Saúde, faz com que muitos dos doentes da Psoríase não se tratem por não conseguirem suportar os custos dos medicamentos e todos os auxiliares como champôs, loções, cremes hidratantes fundamentais para o tratamento da Psoríase».

«É urgente a divulgação e o acesso fácil à informação acerca da Psoríase», alerta Catarina Severiano, psicóloga do Hospital de Torres Vedras. «A prevenção do estigma social deverá obrigatoriamente iniciar-se junto das crianças, através da transmissão de conhecimentos acerca da doença e da sensibilização para as suas causas e os seus efeitos», acrescentou.

Quanto ao facto de a maioria dos portugueses não cuidar da sua pele, Leonor Girão, dermatologista do Hospital de Belém, afirma que «naturalmente que quanto mais flexível, elástica e hidratada estiver nossa pele, menos ela descama e fica irritada. Por isso devemos incluir nos nossos hábitos diários a aplicação de cremes e loções com conteúdo rico em lípidos, de forma a reforçar o filme lipídico (a quantidade de gordura natural) que existe à superfície da pele».

in Sapo Saúde – 13.05.2009